CidadesJi-ParanáMDBPartidosPSDRadar das Contas

O ranking das diárias da Câmara Municipal de Ji-paraná (2019)

Parlamento gastou quase 280 mil em diárias, Joziel Carlos de Brito, Edilson Vieira e Marcelo Lemos estão entre os TOP 3

Na quinta-feira (12/12) A Câmara Municipal de Ji-paraná, em sessão extraordinária encerrou o ano legislativo de 2019, alem de projetos de lei, o plenário votou e aprovou a Lei Orçamentária Anual (LOA), com previsão de R$ 289 milhões de receitas/despesas para 2020.

Aproveitando o encerramento do ano legislativo de 2019, consecutivamente a conclusão das viagens dos vereadores nesse ano, vamos mostrar os maiores gastadores de diárias na Câmara Municipal.

Anúncio

Os dados foram acessados a partir do Portal da Transparência da Câmara Municipal de Ji-paraná, o levantamento refere-se apenas as diárias, já que as viagens realizadas para fora do município, a exemplo de Brasília tem as passagens compradas pela Câmara.

Viagens realizadas para a Capital do Estado geralmente são realizadas com veiculo oficial ou veiculo próprio.

Ranking das Diárias 2019: Os números

A medalha de ouro dos gastos com diárias foi para o vereador Joziel Carlos de Brito (MDB) com R$ 20.800,00 recebidos, em segundo lugar vem o vereador Edilson Alves Vieira (MDB), com R$ 17.800,00. Na medalha de bronze, o vereador Marcelo Jose Lemos (PSD) com R$ 16.400,00.

Durante 2019 os vereadores Joziel Carlos de Brito e Edilson Alves Vieira viajaram em todos os meses do ano, em alguns chegaram a realizar mais de uma viagem.

Todas com destino a capital do Estado, Porto Velho, alem de uma viagem cada para a capital federal, Brasília.

No ano de 2019 foram gastos no total pela Câmara Municipal de Ji-paraná R$ 279.100,00 em diárias.

 No detalhamento da diária os motivos são geralmente a solicitação de emendas parlamentares, requerimentos aos órgãos estaduais e o protocolo de documentos.

No próximo ano o site política RO pretende continuar realizando o ranking das diárias, e comparar com o resultado desse ano.

Comentários

Mostrar mais

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Em pleno Século XXI, na era digital os “espertalhões” se dirigem à capital para protocolar Requerimentos tendo que percorrer mais de 600KM gerando todo um gasto de logística, consequentemente tirando recurso que poderiam economizar para ajudar os que de fato necessitam. É serio isso? Não conseguiram declarar nas notas algo menos burro?
    Por favor! Gente despreparada, ignorante faz isso!
    Ensinem a estes que existe Vários tipos de certificados que dão veracidade a protocolos de documentos em qualquer tipo de repartição que podem ser enviadas via e-mail etc.
    Ensinem a estes que existe a tal da Vídeo chamada que eles podem usar para viabilizar as Emendas parlamentares sem que seja necessário gastar para se dirigir a capital e assim originar mais gastos, já que eles estão tão preocupados em trazer recurso. Como assim, necessitam de dinheiro e gastam ao mesmo tempo? não intendi? será msm que estão preocupados em traze-los?
    Estão muito atrasos e essas atitudes atrasam os coitados que votam nestes pensando que estes espertalhões irão nos ajudar kkk!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo