CidadesEleições 2020PartidosPorto VelhoPrefeitoPT

Lula lista capitais onde o PT deve ter candidatos a Prefeito e deixa Porto Velho de fora

Partido já esteve a frete da administração da capital entre 2005 e 2012, ainda concorreu nas eleições de 2012 e 2016 sem obter sucesso

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reiterou a orientação de que o partido deve ter candidatos próprios no maior número possível de cidades importantes nas eleições municipais deste ano. No entanto, em conversas reservadas com dirigentes do partido, Lula tem dito que se dá por satisfeito se o PT encabeçar as chapas em dez capitais.

Segundo dirigentes petistas, Lula quer que o PT tenha candidatos próprios em São Paulo, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador, Manaus, Teresina, Aracaju, Natal e Cuiabá. Rio de Janeiro, onde o partido negocia com o PSOL de Marcelo Freixo, e Porto Alegre, que tem Manuela d’Ávila (PCdoB) como principal nome da esquerda, não estão na lista do ex-presidente.

Anúncio

O ex-presidente reiterou a orientação durante reunião do diretório nacional do PT que escolheu a nova comissão executiva do partido, em São Paulo. A presidente do partido, Gleisi Hoffmann, disse que a expectativa é que este ano o PT eleja mais prefeitos do que em 2016, quando o partido sofreu uma das piores derrotas eleitorais de sua história.

Nas Eleições Municipais de 2004 o Psicólogo Roberto Eduardo Sobrinho (PT), concorre à vaga de Prefeito da capital do estado, a candidata a Vice – Prefeita da sua chapa era Claudia Carvalho (PC do B).

Além do petista, concorreram ao cargo em 2004, Mauro Nazif (PSB), Everton Leoni (PSDB), Oscar Andrade (PL), Dr. Ribamar Araujo (PRONA) e Antonio Morimoto (PMN).

Roberto Sobrinho disputou o segundo turno como o candidato Mauro Nazif, e obteve 90.985 votos (54,31% dos votos validos), Mauro Nazif alcançou 76.557 votos (45,69% dos votos validos).

Nas eleições de 2008, Roberto Sobrinho, por a coligação Trabalho De Novo Com A Força Do Povo, composta pelos partidos PT/PMDB/PP/PRTB e com o candidato a Vice-Prefeito Emerson Castro (PMDB), reelege-se para o cargo de prefeito de Porto Velho no primeiro turno, alcançando 119.896 votos (59,51% dos votos válidos).

Superando os candidatos Garçom (PV), David Chiquilito Erse (PC do B), DR. Mauro Nazif (PSB), Doutor Alexandre (PTC), Hamilton Casara (PSDB) e Adilson Siqueira (PSOL).

Nas Eleições Municipais de 2012 a ex-senadora Fátima Cleide (PT), por a coligação Juntos Para Fazer Mais, composta pelos partidos PT / PR / PPL, concorre à vaga de Prefeita da capital, o candidato a Vice- Prefeito da sua chapa era o Engenheiro Miguel de Souza (PR).

Fátima Cleide terminou o pleito em quinto lugar, obteve 29.564 votos (12,69% dos votos válidos), disputaram o segundo turno Lindomar Garçom que obteve no primeiro turno 57.698 votos (24,76% dos votos válidos) e Dr. Mauro Nazif que alcançou 44.259 votos (18,99% dos votos validos). Mauro Nazif foi eleito no segundo turno, obteve 142.937 votos (63.03% dos votos válidos), Lindomar Garçon alcançou 83.828 votos (36,97% dos votos validos).

Nas Eleições Municipais de 2016, Roberto Sobrinho (PT) registra candidatura, no entanto seu registro foi indeferido, devido à lei da Ficha Limpa.

Apesar da orientação para que o partido tenha candidaturas próprias no maior numero de cidades, o Partido dos Trabalhadores que sofreu uma forte derrocada em Rondônia não apresentara candidato para a disputa da capital em 2020, resta saber se apoiará algum candidato de partido aliado.

Comentários

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo