Trajetória Política

A Trajetória Política de Jesualdo Pires

Eleito deputado estadual em 2006 e 2010, prefeito de Ji-paraná em 2012 e 2016, o Engenheiro não alcançou êxito nas eleições de 2018.

O Engenheiro, Jesualdo Pires Ferreira Junior, natural De Presidente Bernardes, município brasileiro do estado de São Paulo, iniciou sua trajetória em campanhas políticas nas eleições municipais do ano 2000.

O bernardense concorreu ao cargo de Vice-prefeito do município de Ji-paraná, pela coligação a vitoria do povo, filiado ao PPB – Partido Progressista Brasileiro, Jesualdo Pires era vice, do empresário José Otonio Lima Silva, candidato a prefeito pelo PFL- Partido da Frente Liberal.

Anúncio

Alem de José Otonio, Pleitearam a vaga em 2000, o Advogado Edison Fidelis De Souza (PMDB) e o Empresário Acir Marcos Gurgacz (PDT). O vice de Acir Gurgacz era o Advogado Leonirto Rodrigues Dos Santos, como candidato a Vice-prefeito de Edison Fidelis esteve o vereador Silas Rosalino De Queiroz.

A chapa composta por Jesualdo Pires não alcançou a vitória, o eleito naquele ano foi o atual Senador Acir Gurgacz, alcançou 21.966 votos, o equivalente a 47,01% dos votos válidos e foi eleito prefeito do município de Ji-Paraná.

José Otonio acabou em segundo lugar, obteve 12.795 votos (27,38% dos votos válidos). Edison Fidelis atingiu 11.962 votos (25.60% dos votos válidos).

Nas Eleições Municipais de 2004 o Engenheiro Jesualdo Pires (PP), por a coligação União e Confiança, composta pelos partidos PP/PSB/PV/PSDB/PC do B, mais uma vez concorre à vaga de Vice-Prefeito, o candidato a prefeito da sua chapa era o mesmo de 2000, José Otonio Lima Silva (PSDB).

Apurados os votos, novamente a dupla não conseguiu eleger-se, o eleito foi o ex- governador José De Abreu Bianco, que obteve 19.263 votos (35,50% dos votos validos). Zé Otonio e Jesualdo alcançaram 16.398 (30,22% dos votos validos) terminando o pleito outra vez em segundo lugar.

Nas eleições gerais de 2006, Jesualdo Pires (PSB), lançou-se candidato ao cargo de deputado estadual, apurados os votos obteve 12.015, desses 11.369 em Ji-paraná. Obtendo a sua primeira vitoria em uma eleição.

Em 2010 candidata-se novamente a deputado estadual, pela coligação Rondônia Melhor Para Todos, composta pelos partidos PT/PSB, obtém 18.358 votos, sendo a maior parte nos municípios da região central de Rondônia, 14.680 votos em Ji-paraná e 1.094 votos em Presidente Médici. Assim sendo o terceiro mais votado do estado, nessas eleições foi reeleito o deputado federal Mauro Nazif Rasul (PSB) com 64.792 votos

Nas eleições Municipais de 2012, Jesualdo Pires candidatou-se ao cargo de prefeito da cidade de Ji-paraná, com uma ampla coligação, composta pelos partidos PRB /PDT / PT /PTB / PSC / PR / PPS / PSDC / PHS / PMN / PSB / PV / PSD / PT do B, eleito, alcançou 43.437 voto (73,12% dos votos validos) a sua adversária Solange Mendes Codeço Pereira, obteve 15.966 (24,84% dos votos validos).

 Em 2016 foi reeleito pela coligação o Trabalho Continua composta pelos partidos:PSB/PDT/PTB/PMDB/PSC/PT/PSDB/PSD/PV/PTN/PROS/PEN/PHS/PC do B/PRP, alcançou 40.613 votos (65.30% dos votos validos), o segundo colocado João Durval obteve 18.998 votos ( 30,54% dos votos validos), também concorreu nesse pleito o empresário Cacau, que conquistou 2.587 votos( 4,16% dos votos válidos)

 Em julho de 2018 O ex-prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires (PSB) lança candidatura ao senado federal. A coligação juntos por um novo tempo para Rondônia, composta pelos partidos PDT / PSB / PTB / DC / PP / PR / SOLIDARIEDADE / PTC. Além de Jesualdo, lança também o candidato ao Senado Carlos Magno Ramos (PP), para a disputa ao governo do estado o escolhido foi o atual Senador Acir Gurgacz (PDT).

Registraram candidatura ao Senado em 2018 dezesseis candidatos, Aluizio Vidal (REDE), Bosco da Federal (PPS), Carlos Magno (PP), Confúcio Moura (MDB), Dr. Josenir Dettoni (PMB), Pastor Edésio Fernandes (PRB), Fabrício Jurado (NOVO), Fátima Cleide (PT), Terrinha (PMB), Jaime Bagattoli (PSL), Jesualdo Pires (PSB), Marcos Rogério (DEM), Paulo Cadillac (PSTU), Ted Wilson (PRTB), Tito Paz (PSTU) e Valdir Raupp (MDB).

Fátima Cleide, Terrinha, Dr. Josenir, Bosco da Federal, Paulo Cadillac e Tito Paz tiveram seus registros indeferidos,

Candidato ao cargo de Senador em Rondônia pelo PSB, Jesualdo Pires obteve 195.641 votos (14,49% dos votos válidos), mas não foi eleito nas Eleições 2018.

O ex- prefeito acabou atrás do empresário Jaime Bagattoli, estreante na política rondoniense que alcançou 212.077 votos (15,70% dos votos válidos). E dos eleitos Marcos Rogério que obteve 324.939 votos (24,06% dos votos válidos), e Confúcio Moura que obteve 230.361 votos (17,06% dos votos válidos).

Jesualdo Pires alcançou o maior numero de votos no lugar em que foi prefeito, os eleitores do município de Ji-paraná concederam a ele 41.647 votos, (38,08% dos votos válidos), sendo o candidato a Senador mais votado na cidade.

Jesualdo foi o mais votado apenas nos municípios de Ji-paraná, Presidente Médici e Urupá, os três na região central do Estado.

Os dois suplentes do candidato Jesualdo eram o Delegado Julio César (PSB) e Jair Marinho (PSB).

Após as eleições uma operação da Policia Federal prendeu Jair Marinho, que foi segundo suplente na chapa de Jesualdo, e ocupou os cargos de secretário municipal de Administração e secretário municipal de Governo da prefeitura de Ji-paraná.

Jair Marinho é apontado pela Polícia Federal como o líder da organização criminosa  formada por funcionários públicos e empresários, que, por meio de fraudes e direcionamento de licitações, teria roubado recursos públicos federais, estaduais e municipais destinados ao município.

Comentários

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo